PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Frota de aeronaves do PCC é superior à de polícias de São Paulo, revela operação da PF

Ao todo, a organização criminosa possuía 37 aeronaves, enquanto as duas instituições policiais paulistas têm 33 aeronaves

Mirla Nobre
16:32 | 27/01/2021
Ao todo, o PCC possuía 37 aeronaves, enquanto as duas instituições têm 33 aeronaves (Foto: Divulgação/SSPSP/Adriano Moneta)
Ao todo, o PCC possuía 37 aeronaves, enquanto as duas instituições têm 33 aeronaves (Foto: Divulgação/SSPSP/Adriano Moneta)

Após as apreensões de aeronaves pela Polícia Federal (PF), foi revelado que a frota área do PCC (Primeiro Comando da Capital) era maior do que a soma total de aviões e helicópteros das Polícias Civil e Militar do Estado de São Paulo. Ao todo, o PCC possuía 37 aeronaves, enquanto as duas instituições têm 33 aeronaves. As informações são do colunista do UOL, Josmar Jozino.

As aeronaves foram apreendidas durante a Operação Enterprise, em novembro de 2020, pela PF. A Polícia Militar informou ao UOL que dispõe de 27 helicópteros e duas aeronaves. Na última terça-feira, 26, a Secretaria Estadual de Segurança Pública de São Paulo foi procurada para fornecer números sobre a frota aérea da Polícia Civil, mas não retornou. No entanto, investigadores afirmaram que a corporação paulista tem quatro helicópteros.

Uma das aeronaves apreendidas na Operação Enterprise foi avaliada em US$ 20 milhões. As autoridades federais afirmaram que foram obtidos R$ 1 bilhão em bens e valores apreendidos e bloqueados. Ainda durante a operação, os agentes da PF apuraram que o chefe do esquema era o ex-policial militar de Mato Grosso do Sul, Sérgio Roberto de Carvalho, 62, conhecido como Major Carvalho. Ele estava foragido na Europa. Carvalho utilizava aeronaves para trazer toneladas de cocaína da Bolívia e da Colômbia ao Brasil e depois exportava a droga para países europeus.

Leia Também | Operação da PF combate desmatamento ilegal na Floresta Amazônica