PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Operação Verde Brasil 2 apreende madeira no Pará

Militares da Marinha abordaram comboio de balsas que transportava a carga ilegal pelo rio Arapiuns, em Santarém, na madrugada do feriado de Natal

09:46 | 26/12/2020
Brasília, 25/12/2020 - As Forças Armadas brasileiras, atuando no âmbito da Operação Verde Brasil 2, não pararam de combater os ilícitos ambientais na Amazônia Legal nem na noite de Natal. Pelo contrário, na madrugada de ontem para hoje, militares da Marinha e do Exército realizaram apreensões de embarcações transportando madeira e ocuparam madeireira, respectivamente, em Santarém e em Itaituba, no estado do Pará. (Foto: Divulgação/Forças Armadas)
Brasília, 25/12/2020 - As Forças Armadas brasileiras, atuando no âmbito da Operação Verde Brasil 2, não pararam de combater os ilícitos ambientais na Amazônia Legal nem na noite de Natal. Pelo contrário, na madrugada de ontem para hoje, militares da Marinha e do Exército realizaram apreensões de embarcações transportando madeira e ocuparam madeireira, respectivamente, em Santarém e em Itaituba, no estado do Pará. (Foto: Divulgação/Forças Armadas)

Um carregamento de madeira transportado em embarcações foi apreendido pela Operação Verde Brasil 2, das Forças Armadas, no Pará. 

Na ação, durante a madrugada do dia 25, feriado do Natal, militares da Marinha abordaram e detiveram dois comboios na foz do Rio Arapiuns, em Santarém-PA, com duas balsas cada um. As embarcações, que transportavam irregularmente toras de madeiras extraídas na região, foram detidas e escoltadas para Ponta Maria José, a fim de serem avaliadas pelos órgãos ambientais.

Também no Pará, no município de Itaituba, militares do Exército ocuparam uma madeireira com aproximadamente 42 mil m³ de madeiras apreendidas nesta semana.

A missão, ainda sem previsão de término, teve apoio da Aviação do Exército no transporte dos militares.

A Operação Verde Brasil 2, do Ministério da Defesa, iniciada em maio, atua para combater e reprimir delitos ambientais na Amazônia Legal. Em agosto último, já havia intensificado a aplicação de multas por crimes ambientais na região. Até aquela época, os termos de infração e multas aplicadas já haviam passado dos R$ 520 milhões. O valor é 15% maior que da Verde Brasil 1 (R$ 440 milhões), de 2019.

Onze organizações atuam em parceria com as Forças Armadas na Operação Verde Brasil 2. São elas: Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam); Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama); Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio); e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Também fazem parte da operação o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe); a Fundação Nacional do Índio (Funai); Polícia Federal; Polícia Rodoviária Federal; Agência Brasileira de Inteligência (Abin); o Serviço Florestal Brasileiro e a Agência Nacional de Mineração.