PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Travesti cearense de 18 anos é morta por espancamento em SP e família faz campanha para custear translado do corpo

Duas pessoas foram presas suspeitas do crime ocorrido em SP. Travesti cearense Karen Cristina, de 18 anos, viajou em setembro para melhorar de vida e ajudar a mãe

Jéssika Sisnando
22:23 | 10/12/2020
Travesti cearense Karen Cristina, de 18 anos, foi morta por espancamento em SP (Foto: arquivo pessoal )
Travesti cearense Karen Cristina, de 18 anos, foi morta por espancamento em SP (Foto: arquivo pessoal )

A travesti cearense Karen Cristina, de 18 anos, foi morta por espancamento nessa quarta-feira, 9, em São Paulo. Ela saiu em setembro deste ano do bairro Jardim Guanabara, em Fortaleza, onde morava com a família, com o intuito de melhorar de vida e ajudar a mãe. Duas pessoas foram presas suspeitas do crime. Parentes fazem campanha para custear translado do corpo.

De acordo com a irmã de Karen, Alexsandra Souza, ela enviava dinheiro para a mãe, mas falava que estava com saudade e se sentia sozinha em São Paulo. Por isso, ela estava de viagem marcada para Fortaleza. A jovem juntava dinheiro e guardava no forro da mala de viagem. Karen dividia o quarto com uma amiga.

LEIA MAIS: 

Dandara será nome de rua em Fortaleza e Ceará ganhará primeira via em homenagem a uma travesti

Mãe de travesti cearense morta em SP diz que filha viajou para trabalhar, juntar dinheiro e reformar a casa da família

Conforme a família da vítima, a travesti foi chamada para um hotel junto da amiga para um programa sexual. No local, ela fez vídeos e enviou aos parentes mostrando como o lugar era bonito. No entanto, houve um desentendimento no hotel. A amiga de Karen teria colocado o celular do cliente na bolsa da colega e quando o rapaz percebeu que o aparelho havia sumido, ele revistou os pertences da travesti e encontrou o objeto. A Karen alegou que não teria pego, no entanto, acabou sendo espancada.

De acordo com o relato da família ao O POVO, um segundo vídeo foi gravado, desta vez com a amiga de Karen filmando ela caída ao chão. A amiga e o agressor foram presos. A família desconfia de um plano para roubar o dinheiro de Karen, pois a quantia guardada no forro da mala sumiu.

Agora, os parentes realizam uma campanha por meio das redes sociais para custear o translado do corpo para Fortaleza e se despedir da jovem. 

SERVIÇO: 

conta bancária 

Johnny Gois Rodrigues 

CPF 058.047.573-50

Agência 1035 

Conta 8705810190

Conta Poupança