Participamos do

Duas crianças morrem durante tiroteio na Baixada Fluminense

Segundo testemunhas, as crianças brincavam na frente de casa, na comunidade do Sapinho, em Duque de Caxias (RJ); Polícia Civil afirmou que abriu investigação sobre o caso
14:48 | Dez. 05, 2020
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Duas meninas, de 4 e de 7 anos, morreram em tiroteio na noite de sexta-feira (4), em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, região metropolitana do Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Civil, a investigação está em andamento. 

Policiais militares realizavam patrulhamento perto do local de onde saíram os disparos. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar (PM), uma equipe policial do 15º Batalhão estava em patrulhamento na Rua Lauro Sodré, na altura da comunidade do Sapinho, quando disparos de arma de fogo foram ouvidos. 

Segundo a PM, a equipe seguiu em deslocamento e os policiais não realizam disparos. “Posteriormente, o batalhão foi acionado para verificar a entrada de duas pessoas feridas na UPA [Unidade de Pronto Atendimento] Caxias II (Sarapuí). No local, o fato foi constatado, e tratava-se de duas crianças”, diz a nota.  

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A ocorrência está a cargo da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense. A delegacia informa, também em nota, que instaurou inquérito para apurar a morte das duas crianças, que as diligências estão sendo feitas e a investigação está em andamento.

De acordo com a plataforma Fogo Cruzado, 853 pessoas foram mortas este ano em tiroteios no estado do Rio de Janeiro, das quais 51 eram agentes policiais. Foram registrados 4,2 mil tiroteios no estado. Em 1,2 mil deles,havia presença de agentes. 

Segundo relatório da organização, ao todo, até o dia 12 de outubro, o Grande Rio somava 20 crianças baleadas, sendo que seis foram mortas e 14 ficaram feridas. O número é próximo do registrado no mesmo período de 2019, quando, das 20 crianças atingidas, cinco foram mortas e 15 ficaram feridas.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags