PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Fake News: vídeos tentam associar Felipe Neto a conteúdo impróprio

Internautas suspeitam que o ataque teria sido uma resposta ao vídeo gravado para o jornal The New York Times

20:55 | 27/07/2020
Em pouco mais de 6 minutos, Neto faz um apelo aos norte-americanos para que Donald Trump não seja reeleito nas eleições de novembro deste ano (Foto: Reprodução/ New York Times)
Em pouco mais de 6 minutos, Neto faz um apelo aos norte-americanos para que Donald Trump não seja reeleito nas eleições de novembro deste ano (Foto: Reprodução/ New York Times)

Nesta segunda-feira, 27, o youtuber Felipe Neto afirmou em redes sociais que está sendo vítima de fake news, e diversos vídeos o estariam associando a conteúdos de pedofilia e outros impróprios que ele não teria real vínculo. Em postagem no perfil do Twitter, Felipe Neto diz que, até 12h dessa segunda-feira, já existiam mais de 400 vídeos com o intuito de associá-lo. Personalidades brasileiras conhecidas e internautas associam esse movimento como uma resposta ao vídeo dele feito para o The New York Times, em que critica o presidente.

Ele afirma que os vídeos já foram derrubados por violarem as diretrizes onde foram postados, em sua maioria, para as redes sociais Facebook e Instagram. Confira postagem:



Em outras postagens, Felipe Neto mostra algumas postagens que foram espalhadas, supostamente sobre ele, nas redes sociais. Ele afirma que as postagens têm muitos comentários negativos, de pessoas que acreditam:


Várias personalidades brasileiras, em apoio ao Felipe Neto twittaram sobre o assunto, demonstrando solidariedade e consciência em relação à veracidade de informações espalhadas. Confira: