Participamos do

Queiroz esteve presente em gravação de jingle para campanha de Flávio Bolsonaro

Fato foi constatado em um trecho dos bastidores da produção do jingle publicado no canal do youtube da produtora da música de campanha de Flávio
22:11 | Jun. 22, 2020
Autor Alan Magno
Foto do autor
Alan Magno Estagiário de jornalismo
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Cerca de três meses antes de ser apontado como suspeito no esquema de desvio de dinheiro da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Fabrício Queiroz fez uma rápida aparição nos bastidores da gravação do jingle de campanha de Flávio Bolsonaro. O vídeo da produção do jingle foi publicado em agosto de 2018 no canal do youtube da produtora da música de campanha de Flávio. Fato ocorreu poucos meses antes de Flávio ser eleito senador e da Operação Furna da Onça ser deflagrada pela Polícia Federal. Tanto Queiroz, quanto Flávio são investigados pelo processo.

Leia Também |
Flávio Bolsonaro repassou R$ 500 mil do fundo partidário a advogado investigado no Caso Queiroz, diz jornal

Preso preventivamente na última quinta-feira, 18, após um ano de uma série de ausências aos chamados da polícia para prestar depoimento sobre os esquemas de desvio de dinheiro na Alerj. Queiroz foi encontrado em imóvel de advogado que presta serviços a Flávio Bolsonaro. Queiroz é investigado pelo Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro após um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), revelado pelo Estadão em dezembro de 2018, apontar movimentação milionária e suspeita. As transações envolviam diretamente parlamentares ligados a Flávio e à família Bolsonaro.

Leia também | Flávio Bolsonaro diz que prisão de Queiroz é peça para atacar seu pai e diz estar “tranquilo” com a prisão de seu ex-assessor 

O vídeo expondo mais da íntima relação entre o ex-parlamentar e o filho 01 de Bolsonaro, viralizou nas redes sociais após o ator e roteirista Marcelo Adnet ter feito o recorte da aparição de Queiroz. Com a prisão do ex-assessor, Flávio foi intimado para prestar depoimento em até 30 dias, diante das suspeitas de vazamento de informações na operação que prendeu Fabrício Queiroz. De acordo com declarações feitas pelo ex-aliado do governo, o empresário e pré-candidato à prefeitura do Rio, Paulo Marinho (PSDB), Flávio teria sido avisado preventivamente das movimentações policiais sobre as transações financeiras entre ele e Queiroz. 

VEJA VÍDEO:

 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags