PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Morre Theodosina Ribeiro, a primeira vereadora negra eleita em São Paulo

Em sua carreira, procurou combater as desigualdades sociais e raciais. Causa da morte não foi divulgada

11:02 | 23/04/2020
Nascida em 1930, em Barretos, no interior do estado, ela cursou Letras na Universidade de Mogi das Cruzes e foi para a capital paulista trabalhar como professora. Theodosina também atuou como diretora de escola e advogada
Nascida em 1930, em Barretos, no interior do estado, ela cursou Letras na Universidade de Mogi das Cruzes e foi para a capital paulista trabalhar como professora. Theodosina também atuou como diretora de escola e advogada (Foto: Divulgação/Revista Raça)

Morreu na última quarta, 22, aos 94 anos, Theodosina Rosário Ribeiro, a primeira mulher negra eleita para o cargo de vereadora na cidade de São Paulo. O fato ocorreu em 1970 e, quatro anos depois, Theososina conquistava uma cadeira na Assembléia Legislativa, como deputada estadual pelo então MDB.

Nascida em 1930, em Barretos, no interior do estado, ela cursou Letras na Universidade de Mogi das Cruzes e foi para a capital paulista trabalhar como professora. Theodosina também atuou como diretora de escola e advogada.

Em sua carreira, procurou combater as desigualdades sociais e raciais. As informações são da Revista Raça e site UOL.

Além de professora, diretora escolar e advogada, foi a primeira vereadora e deputada estadual negra da cidade e do Estado de São Paulo. Elegeu-se vereadora em 1970, anos duros da ditadura militar que imperava no país, pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição. Ela obteve a segunda maior votação da cidade. E quatro anos depois elegeu-se deputada estadual.

Apesar da idade avançada (tinha quase noventa anos), continuava ativa e participante até os dias atuais, em campanhas e ações em prol do movimento negro, a exemplo da campanha pelas cotas para negros no ensino superior. Ela afirmava que: “O País tem uma dívida histórica enorme com os negros, que após a “abolição” da escravatura foram abandonados.”