PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Aguinaldo Silva defende José Mayer três anos após acusação de assédio: "Faz falta na TV"

José Mayer foi demitido em 2018 após ser acusado de assédio por figurinista

Catalina Leite
08:52 | 06/03/2020
Aguinaldo Silva anunciou no início de 2020 o fim de seu contrato com a Globo, após 41 anos com a emissora.
Aguinaldo Silva anunciou no início de 2020 o fim de seu contrato com a Globo, após 41 anos com a emissora. (Foto: )

Em entrevista a ser veiculada na próxima segunda-feira, 9, o autor Aguinaldo Silva afirmou que a demissão de José Mayer, ex-ator da Globo e acusado de assédio, foi uma "injustiça terrível". "Não houve acusação. Acusação só existe quando é formal. Se foi acusado, tem que ir na polícia, prestar queixa e isso virar um processo", justifica.

Para ele, o ator faz "muita falta na televisão, ao teatro e ao cinema brasileiro". Zé Mayer foi acusado de assédio em março de 2018 pela figurinista Susllem Tonani. Em texto escrito para a Folha de S. Paulo, a profissional relata os episódios de assédio vindos do global.

Segundo Susllem, Mayer teria afirmado que ficava olhando a bunda da figurinista e imaginando os peitos dela. Em outro momento, ele teria perguntado: "Você nunca vai dar para mim?" O relato inspirou outros dentro da Globo e culminou na demissão de José Mayer. Com informações do colunista Ricardo Feltrin.