PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

IBGE abre mais de 200 mil vagas temporárias para o Censo 2020; 8 mil são para o Ceará

Inscrições começam nesta quinta-feira, 5, e vão até o dia 24 no site da Cebraspe

09:53 | 05/03/2020
A remuneração chega a R$ 3.100 para coordenador censitário e R$ 1.700 para agente censitário operacional
A remuneração chega a R$ 3.100 para coordenador censitário e R$ 1.700 para agente censitário operacional (Foto: Divulgação/IBGE)

Esse ano vai ter Censo Demográfico. Por isso, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abriu o aguardado processo seletivo para mais de 208 mil vagas temporárias para a realizar o processo.

Foram publicados dois editais no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 5. O primeiro oferece 180.557 vagas para a função de recenseador. Os candidatos precisam apenas o ensino fundamental completo. Para esta função, a remuneração será por produção, calculada por setor censitário.

O contrato pode durar até três meses, podendo ser prorrogado, de acordo com a necessidade para concluir as atividades do Censo.

Já o segundo edital prevê 5.462 vagas para a função de Agente Censitário Municipal (ACM) e 22.676 vagas para a função de Agente Censitário Supervisor (ACS). Para estas vagas é necessário ter o ensino médio completo. Os salários são de R$ 2.100 e R$ 1.700, respectivamente. A previsão de duração do contrato é de até cinco meses, podendo também ser prorrogado. As inscrições começam nesta quinta e vão até o dia 24 de março, no site da Cebraspe, que organiza a seleção.

No Ceará, serão mais de oito mil vagas disponíveis. Serão realizados dois processos: um para Agente Censitário Municipal e Agente Censitário Supervisor, com 1.118 vagas no Estado, sendo 233 para o Municipal e 885 para o Supervisor; e outro para Recenseador, com 7.270 vagas, distribuídas nos municípios cearenses. 

A taxa de inscrição para as funções de nível médio é de R$ 35,80 e para Recenseador, de R$ 23,61. Os valores podem ser pagos em qualquer banco, casa lotérica ou pela internet. As vagas são temporárias e os contratos terão duração prevista de três meses para Recenseador e de cinco meses para Agente Censitário Supervisor, podendo ser renovados de acordo com as necessidades do IBGE e a disponibilidade orçamentária. Os profissionais contratados temporariamente pelo instituto também terão direito a férias e 13º salários proporcionais, de acordo com a legislação em vigor e conforme o estabelecido pelo edital. As provas para ACM e ACS serão em 17 de maio deste ano e as provas para Recenseadores em 24 de maio deste ano.

Com informações do Correio via Rede Nordeste