PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Sisu: tira-dúvidas sobre o que você pode ou não fazer durante o processo seletivo

Apesar de parecer simples, o sistema confunde os estudantes. Para ninguém sair prejudicado, organizamos um tira-dúvidas para os candidatos

09:29 | 17/01/2020
O sistema estará disponível de terça-feira, 21, até sexta-feira, 24
O sistema estará disponível de terça-feira, 21, até sexta-feira, 24 (Foto: Elza Fiuza/Agência Brasil)

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu), criado em 2009, é hoje uma das principais formas de acesso para estudantes que disputam uma vaga nas universidades públicas do País. O sistema, que utiliza-se das notas das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), possibilita que os candidatos se inscrevam em duas opções de cursos, indicando por universidade, curso ou município.

Apesar de parecer simples, o sistema confunde os estudantes. Para ninguém sair prejudicado, organizamos um tira-dúvidas para os candidatos. O primeiro ponto e, mais importante, é o cronograma do Sisu.

Calendário do Sisu 2020:

Período das inscrições: 21 a 24 de janeiro

Resultado da chamada regular: 28 de janeiro

Prazo para participar da lista de espera: 29 de janeiro a 4 de fevereiro

Convocação dos candidatos em lista de espera: 7 de fevereiro a 30 de abril

Além das datas, muitos estudantes se perguntam: qual a diferença da primeira para a segunda opção?

Até as 23h59min do último dia de inscrição, 24, não existe diferença. Os candidatos poderão escolher durante os quatros dias até duas opções de cursos e acompanhar as alterações de nota. Essa nota de corte será atualizada uma vez ao dia e mudará a ordem dos inscritos. No último dia, 24, até às 23h59min, o candidato terá que definir na primeira opção, sem possibilidade de alterar, o curso escolhido. No dia seguinte, a classificação oficial dos alunos será divulgada.

Para que serve a segunda opção de curso?

Caso você não tenha sido aprovado na primeira opção de curso, você ainda pode participar da lista de espera com qualquer uma das duas alternativas. Para acessar a lista de espera, como foi apresentado no calendário acima, o candidato precisa acessar o sistema entre 29 de janeiro a 4 de fevereiro.

Vale lembrar ainda que mesmo antes do período das inscrições, o candidato tem acesso ao site do Sisu e pode consultar as universidades e os cursos que estão participando do processo seletivo. Além disso, é bom que os candidatos conheçam os critérios estabelecidos para o sistema de cotas. Caso não tenha a documentação que comprove o direito, não escolha essa opção.