PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Dois filhos de Flordelis e de pastor são suspeitos de matar o pai para defender mãe após traição

Os dois estão presos por outros crimes, mas prestaram depoimentos sobre o caso do pai. O pastor foi assassinado no último domingo, 16, com 15 tiros, em Niterói

10:43 | 18/06/2019
Durante enterro, Flordelis também disse
Durante enterro, Flordelis também disse "ser ridículo acusar alguém sem provas". A deputada e Anderson chegaram a registrar 55 filhos, sendo a maioria adotivos. Na foto, Flordelis e Anderson. (Foto: Reprodução/G1)

O caso do assassinato, na madrugada de domingo, 16, do pastor Anderson do Carmo Souza, marido da deputada federal Flordelis (PSD), ganhou nova linha de investigação que aponta dois filhos do casal como suspeitos do crime. O caso foi em Niterói (RJ). Flávio dos Santos, filho biológico de Flordelis, preso durante o enterro de Anderson, e Lucas, de 18 anos, filho adotivo do casal, prestaram depoimento na tarde dessa segunda, 17.

A investigação aponta que os filhos teriam cometido o crime para defender a mãe, após descobrirem um relacionamento extraconjugal do pastor. Flávio já tinha um mandado de prisão por violência doméstica e Lucas, que foi encontrado na casa onde o pastor foi morto, chegou a se envolver com tráfico de drogas quando era menor de idade.

Flávio passou a noite na Delegacia de Homicídios e Lucas foi transferido para unidade do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), já que quando ele cometeu o crime por tráfico de drogas era adolescente.

Flordelis descarta a possibilidade do envolvimento dos filhos no crime. Ela acredita que Anderson foi vítima de uma tentativa de assalto e que morreu “defendendo a família”, como disse durante enterro. Anderson foi assassinado com, pelo menos, 15 tiros, na garagem de casa. O laudo do Instituto Médico Legal aponta 30 perfurações no corpo do pastor - a maioria na região da virilha.

Testemunhas contaram aos PMS que o casal estava voltando de uma confraternização quando Flordelis teve a sensação de estar sendo seguida por duas motos. Já dentro da residência, Anderson teria voltado à garagem dizendo que ia pegar algo que havia esquecido no carro. Em seguida, tiros foram ouvidos por familiares que logo desceram e encontraram o corpo baleado próximo ao carro.

A Polícia informou que os criminosos saíram da residência sem levar nada. A informação levantada sobre a quantidade de tiro e o local das perfurações aponta que os criminosos tenham atirado com a intenção apenas de matar o pastor.

Redação O POVO Online