PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

RPM corrige notícia de que Paulo Pagni, baterista da banda, morreu

Informação foi corrigida em conta oficial do Instagram da banda

19:26 | 02/06/2019
O baterista da banda RPM, Paulo Pagni, havia completado 61 anos no sábado, 1º de junho
O baterista da banda RPM, Paulo Pagni, havia completado 61 anos no sábado, 1º de junho (Foto: Reprodução/Facebook)

O baterista da banda RPM, Paulo Antônio Figueiredo Pagni, conhecido como “P.A”, não morreu neste domingo, 2, aos 61 anos, como foi divulgado por vários portais de notícias. A informação foi corrigida por um dos integrantes, o vocalista e guitarrista Fernando Deluqui, nas redes sociais Facebook e Instagram do grupo musical. A informação da morte foi divulgada pela assessoria da banda, por meio de uma publicação na página oficial do RPM nas redes sociais.

Paulo Pagni completou 61 anos neste sábado, 1º. Ele segue em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), do Hospital São Camilo, no interior de São Paulo.

Fernando Deluqui relata que havia recebido ligação do médico do baterista pela manhã deste domingo, confirmando o falecimento do amigo. Ele foi então até a casa do baterista pegar alguns documentos e, ao chegar ao hospital, viu que Paulo estava vivo.

A nota divulgada na página oficial do RPM dizia: "Infelizmente temos a tristeza de anunciar o falecimento do nosso querido e eterno baterista, Paulo Antônio Figueiredo Pagni, o P.A. Nosso irmão partiu poucos momentos atrás, mas seu legado será eternamente lembrado." 

Confira publicação de esclarecimento no Instagram:

Larissa Carvalho