PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Suzane von Richthofen deixa prisão durante o Dia das Mães

Concedido em 2015, ela está em regime semiaberto. Nesse regime, os presidiários podem sair temporariamente em feriados como Páscoa e Natal se tiverem histórico de bom comportamento e um sexto da pena cumpridos

12:06 | 08/05/2019
Suzane von Richthofen foi condenada pelo assassinato dos próprios pais
Suzane von Richthofen foi condenada pelo assassinato dos próprios pais (Foto: REPRODUÇÃO)

Suzane von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão pelo assassinato dos pais em 2002, saiu na manhã desta quarta-feira, 8, da unidade penitenciária onde está cumpre pena há mais de 15 anos, para passar o feriado do Dia das Mães fora da prisão. Ela deixou a unidade prisional feminina de Tremembé, no interior de São Paulo, por volta das 8h10 em um carro branco. Suzana vai passar sete dias fora da prisão, por conta do regime semiaberto, que está desde 2015.

O regime semiaberto garante saídas em feriados como Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Natal e Ano Novo. Este benefício é garantido pelos artigos 122 a 125 da Lei de Execução Penal n° 7.210/84 e cedido para para aqueles que, além de estarem em regime semiaberto, já cumpriram um quarto ou um sexto da pena e têm histórico de bom comportamento.

Suzane von Richthofen foi condenada em junho de 2006 como mandante do assassinato a marretadas de seus pais, tendo seu namorado da época e o irmão dele como cúmplices. Desde que sua defesa conseguiu o novo regime, ela quase perdeu, por três vezes, a chance de sair nos feriados. Isso aconteceu após ela ser vista, em dezembro do ano passado, em um local onde não havia indicado à polícia que estaria. A defesa entrou com recurso e conseguiu reverter a decisão da juíza que suspendeu suas saídas temporárias.

Também em 2016, ela foi punida com prisão em cela solitária, após fornecer endereço falso às autoridades. No regime semiaberto, o preso precisa declarar com veracidade o local onde estará durante sua saída da penitenciária. Ele também não pode frequentar bares, casas noturnas ou lugares semelhantes.

Redação O POVO Online