PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

"Seu Armando" não existe na vida real e áudio não passa de brincadeira de amigos

A ideia surgiu depois que um dos donos da página 'Ninja, o sincero" ouviu uma mulher justificar para seu chefe porque seria difícil chegar no trabalho durante temporal no Rio

20:09 | 10/04/2019
Leandro Menezes, Bruna Castanha e Thaís Ribeiro estão por trás do áudio do
Leandro Menezes, Bruna Castanha e Thaís Ribeiro estão por trás do áudio do "Seu Armando". (Foto: Arquivo Pessoal)

"Seu Armando", protagonista do áudio que viralizou nas redes sociais nos últimos dias, nunca existiu. A polêmica mensagem de voz, que mostra um funcionário de uma padaria do Rio de Janeiro revoltado com seu chefe, na verdade não passa de uma brincadeira de amigos.

O áudio original está publicado no canal "Ninja, o Sincero", no YouTube, e mostra a indignação do homem após ter sido chamado de "preguiçoso" por não ter comparecido ao trabalho depois do forte temporal que tem castigado a capital carioca.

A ideia surgiu depois que um dos donos da página, Leandro Menezes, durante passeio com seu cachorro, ouviu uma mulher justificar para seu chefe porque seria difícil chegar no trabalho naquele dia. "A ideia do áudio veio na mesma hora", explicou.

De acordo com Bruno Castanha, sócio da página ao lado de Leandro e Thaís Ribeiro, a mensagem de voz tinha como objetivo mostrar a realidade dos trabalhadores cariocas que enfrentam diversas dificuldades para chegar no serviço em dias de chuva. "Acho que a publicação deu certo porque mostra o que muitos gostariam de dizer. Ainda mais na situação caótica que ficou o Rio nesta semana. São pessoas que passam horas em transportes públicos, que usam duas ou três conduções todos os dias. Acho que se sentiram representadas", afirmou.

A repercussão do áudio do "Seu Armando" rendeu diversas paródias, memes e até mesmo um funk. Nas redes sociais, alguns internautas chegaram a organizar um protesto em frente a uma padaria de Botafogo, que foi cogitada por eles como a relatada na mensagem de voz.

Ao final da conversa, os donos da página deixam claro a intenção do áudio era, exclusivamente, para entreter o público. "O Leandro nem fala de padaria, só inventaram tudo isso. Não estamos defendendo ou criticando nenhum partido. Os "Seus Armandos" da vida real devem estar sofrendo críticas hoje, mas o nosso é só brincadeira", finalizou Thaís.

Redação O POVO Online