PUBLICIDADE
Notícias

Metalúrgicos da Ford entram em greve após anúncio de fim de fábrica

20:56 | 19/02/2019

Em assembleia realizada no início da noite, os metalúrgicos da Ford decidiram entrar em greve contra o fechamento da fábrica em São Bernardo do Campo (SP). Uma nova assembleia ocorrerá na próxima terça-feira (26). "Nós lutamos, fizemos de tudo para que isso não ocorresse. Precisamos ir todos para a casa e retornar na semana que vem. Até lá é greve", disse o coordenador-geral do Comitê Sindical na Ford, José Quixabeira de Anchieta.

A Ford anunciou hoje (19) que encerrará as atividades na fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. A empresa também confirmou que deixará o mercado de caminhões na América do Sul. No Brasil, deixará de comercializar as linhas Cargo, F-4000, F-350 e Fiesta assim que terminarem os estoques. “A manutenção do negócio teria exigido um volume expressivo de investimentos para atender às necessidades do mercado e aos crescentes custos com itens regulatórios sem, no entanto, apresentar um caminho viável para um negócio lucrativo e sustentável”, disse a empresa em nota.

O sindicato retificou o número de trabalhadores na fábrica para 3.200 diretos e mil indiretos. Mais cedo, havia sido informado que eram 2.800 diretos.

A Ford tem três fábricas no Brasil, em Camaçari (BA), São Bernardo do Campo (SP) e Taubaté (SP), e um campo de provas em Tatuí (SP).

Agência Brasil