PUBLICIDADE
Notícias
São Paulo

Helicóptero que caiu e vitimou Ricardo Boechat tinha mais de 40 anos

Segundo a Anac, a aeronave estava em situação regular. As investigações sobre as causas do acidente estão em andamento

15:40 | 11/02/2019
Acidente com aeronave em São Paulo deixou duas vítimas nesta segunda-feira, 11 (Foto: Reprodução/TV Globo)
Acidente com aeronave em São Paulo deixou duas vítimas nesta segunda-feira, 11 (Foto: Reprodução/TV Globo)

Helicóptero que sofreu acidente nesta segunda-feira, 11, na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, e vitimou o jornalista Ricardo Boechat, tinha aproximadamente 44 anos. De acordo com informações do portal G1, a aeronave foi fabricada em 1975. As circunstâncias do caso ainda estão sob investigações.

Por meio de nota, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que o veículo de transporte aéreo estava em situação regular. "O Certificado de Aeronavegabilidade (CA) válido até maio de 2023 e a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) em dia até maio de 2019", pontuou o órgão.

Segundo informações da Anac, o helicóptero é um monomotor, com capacidade máxima de quatro passageiros mais a tripulação. Ele tem matrícula PT-HPG, foi fabricado pela Bell Helicopter e pertence a RQ Serviços Aéreos Especializados LTDA. O POVO Online tentou contato com a empresa na tarde desta segunda, por e-mail e telefone, mas não obteve resposta.

As investigações sobre as causas do acidente estão sendo conduzidas pelo Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa IV), além do órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), do Comando da Aeronáutica.

O acidente

Por volta das 11h30min (horário de São Paulo), o Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a ocorrência de uma aeronave que caiu no quilômetro 7 do Rodoanel, em São Paulo. Ricardo Boechat, de 66 anos, estava retornando de Campinas, a 100 quilômetros da Capital, e deveria pousar no heliponto da Band.

Vídeo mostra helicóptero de Ricardo Boechat pegando fogo após queda

Redação O POVO Online