Atirador da Catedral de Campinas é identificado pela PolíciaNotícias do Brasil
PUBLICIDADE
Notícias


Atirador da Catedral de Campinas é identificado pela Polícia

O atirador foi identificado pela Polícia como o analista de sistemas Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos, nascido em Valinhos, município de São Paulo

21:32 | 11/12/2018
CNH de atirador
CNH de atirador

[FOTO2]

O homem que invadiu a Catedral Metropolitana de Campinas (SP) no início da tarde desta terça-feira, 11, e deixou quatro mortos e quatro feridos foi identificado pela Polícia. Trata-se do analista de sistemas Euler Fernando Gandolfo, de 49 anos, nascido em Valinhos, município de São Paulo. A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) dele foi encontrada em uma mochila dentro da igreja.

 

Policiais entraram no local após ouvir os disparos e atiraram contra o homem. Após o ocorrido, ele se matou em frente ao altar. Segundo o delegado José Henrique Ventura, que acompanha o caso, Euler não tinha antecedentes criminais. Apenas dois boletins de ocorrência registrados como vítima, um deles sobre uma perseguição. As informações são do El País Brasil.

 

“A profissão, ao que parece, é analista de sistemas. É uma pessoa fora de qualquer suspeita em circunstâncias normais. Agora, com a identificação, nós vamos investigar a motivação”, aponta o delegado José Henrique Ventura.

 

Conforme a Agência Brasil, Euler também foi servidor concursado do Ministério Público do Estado de São Paulo, atuando como auxiliar de Promotoria I, na comarca de Carapicuíba, Região Metropolitana de São Paulo. Na rede social do atirador, não há postagens, apenas informa que ele estudou no Colégio Técnico da Universidade de Campinas (Unicamp) e na Universidade Paulista (UNIP) de Campinas.

 

[FOTO1]Veja vídeo do momento em que o homem atira contra as pessoas que estavam dentro da Catedral:

 
[VIDEO1]O entorno da Catedral de Campinas está isolado com faixa amarela e a igreja permanece fechada para assistência das vítimas e investigações da Polícia local. 
TAGS