PUBLICIDADE
Brasil
Justiça

Alexandre Frota poderá ser preso caso não pague pensão alimentícia ao filho

Mayã Frota ganhou destaque no Brasil ao fazer duras críticas ao pai no Twitter após o resultado das eleições de São Paulo

21:38 | 09/10/2018

Mayã e Alexandre Frota. (Foto: Reprodução/Instagram)
 

Eleito deputado federal pelo PSL, com 155 mil votos, mesmo partido do presidenciável Jair Bolsonaro, Alexandre Frota poderá ser preso por conta de um processo de pensão alimentícia movido pelo filho Mayã Frota, de 18 anos. As informações são do portal Extra.

O político deve cerca de R$ 60 mil, com a soma de juros e correção de inadimplência. No processo, o ex-ator não conta com o foro privilegiado, pois ainda não foi diplomado.

Mayã mora na Bélgica com a mãe Samantha Gondim. Nesse fim de semana, o jovem fez duras críticas ao pai após o anúncio da vitória de Frota nas eleições de São Paulo.

"Eu sou filho de um ex-ator pornô, viciado em cocaína, que defende a família, mas queria me abortar. Como ele virou deputado federal de São Paulo? Não sei", escreveu em seu perfil no Twitter.

Alexandre respondeu o filho: "Não é fake, o Mayã resolveu me atacar com esse post achando que vou ficar perturbado. Com 18 anos na cara, prestes a fazer 19, faz parte dessa geração revoltadinha", rebateu Frota em sua página no Facebook.

Segundo o Extra, Frota tem três dias para quitar a dívida. Mayã disse ao portal carioca que só irá se expressar através de seus advogados no Brasil. Alexandre Frota ainda não se pronunciou.

Redação O POVO Online