PUBLICIDADE
Notícias

É mentira que caminhoneiro foi morto com tiro de borracha pela Polícia Rodoviária Federal

08:59 | 01/06/2018
NULL
NULL
[FOTO2]
Circula nas redes sociais a imagem de um homem morto, acompanhada de um áudio que diz se tratar de um caminhoneiro morto pela Polícia Rodoviária Federal com um tiro de borracha que atingiu o pescoço. Entretanto, essa informação é falsa.
 
O POVO Online entrou em contato com a PRF, que esclareceu que a informação não procede. Segundo a nota, "a imagem divulgada é de um jovem, vítima de homicídio, na cidade de Capim Grosso (conforme foto do jornal)".  
 
Entretanto, existem outros episódios verdadeiros que terminaram de forma trágica. De acordo com a Polícia Civil, alguns motoristas que não queriam participar de protestos cortavam caminho por outro lugar, quando manifestantes interditaram o trecho e insistiram para que eles aderissem ao movimento.
 
Entre vários veículos abordados, um motorista que estava com o filho tentou furar o bloqueio. Então, o filho do condutor atirou contra os manifestantes. Um dos disparos acabou acertando um manifestante na cabeça. A vítima foi socorrida e passa bem. O filho do motorista foi preso por tentativa de homicídio. Você pode conferir a matéria completa clicando aqui.
 
Outro caso diz respeito a um caminhoneiro que foi morto, sim, mas por ter sido atingido por uma pedra que teria sido arremessada por um manifestante contra o para-brisa do veículo em que ele se encontrava. O caso ocorreu na cidade de Vilhena, em Rondônia, na tarde desta quarta, 30.  

Essas notícias foram distorcidas, e tiveram uma "versão alternativa" divulgada nas redes sociais, sendo muito compartilhada no WhatsApp. Um áudio que foi mandado junto com a foto de um homem morto dizia que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) teria atirado balas de borracha contra os manifestantes. Um caminhoneiro, que teria sido atingido no pescoço, teria morrido.

O áudio compartilhado também avisa que o bloqueio será total. "Nem carros de passeio, nem oxigênio (provavelmente se referindo à insumos médicos)"
 
[SAIBAMAIS] 
[FOTO1] 
 
Confira a transcrição do áudio:

"Tá confirmada a morte de um caminhoneiro ai, na (BR) 101. A Polícia Rodoviária Federal deu tiro de bala de borracha, pegou no pescoço do cara, matou. Agora que a desgraça vai pegar, viu? E ai eu quero ver se eles vão comer gasolina, por quê comida não passa mais. Não passa agora mais nada, vai travar tudo, tudo! É ordem agora, travar tudo, até carro de passeio. Não passa mais nada, agora. Nem oxigênio, num passa mais nada!"
TAGS