PUBLICIDADE
Brasil
CERVEJA LIBERADA

Oscar Maroni realiza festa em comemoração à prisão de Lula

Em foto que circulou pelas redes sociais, Oscar Maroni aparece vestido de presidiário e exibindo o corpo nu de uma mulher. Fotos do juiz Sergio Moro e da ministra Cármen Lúcia aparecem em uma espécie de "altar"

19:50 | 08/04/2018
(Foto: Reprodução/ Túlio Vidal)
A prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesse sábado, 7, foi comemorada em uma boate em São Paulo. Em foto que viralizou na internet, o proprietário do estabelecimento, Oscar Maroni, está vestido de presidiário e segura uma mulher desnuda. O dono da boate Bahamas Hotel Club já havia feito comentários polêmicos e havia prometido, em 2016, uma festa com cerveja grátis para todos caso Lula fosse preso.

Em uma espécie de “altar”, as imagens do juiz Sergio Moro e da ministra Cármen Lúcia aparecem como figuras responsáveis pela realização da justiça. As genitálias de uma prostituta são expostas nesse mesmo cenário, aplaudido por cerca de 300 pessoas, quase todas homens.
Em 2011, Maroni foi condenado em primeira instância a uma pena de onze anos e oito meses de prisão por favorecimento à prostituição e manutenção de local destinado a tais encontros. Em 2013, no entanto, o proprietário foi inocentado, entendendo o Tribunal de Justiça que a boate de Maroni não se caracterizava como boate de prostituição, apesar de prostitutas a frequentarem.

Segundo Maroni, foram disponibilizados cervejas para um open bar que começou com a detenção de Lula e durou até à meia-noite. Um DJ de música eletrônica e uma escola de samba completaram a diversão na noite. 
 
Redação O POVO Online