PUBLICIDADE
Notícias

Mulher morre após fazer escova progressiva

Caso aconteceu em Pindamonhangaba. Segundo a Prefeitura, a causa da morte foi insuficiência respiratória decorrente de uma intoxicação por formol

22:04 | 23/03/2018
Uma mulher de 48 anos, identificada como Márcia Gomes Alves Fernandes, morreu após fazer escova progressiva para alisar os cabelos. De acordo com a Prefeitura da cidade de Pindamonhangaba (SP), responsável pelo pronto-socorro, a causa da morte foi insuficiência respiratória aguda em decorrência de uma intoxicação por formol.

Segundo informações do portal G1, Márcia deu entrada no pronto-socorro da cidade na noite da última dia 14, após fazer o procedimento com uso de formol para alisar os cabelos, mas, como tinha asma e bronquite, não resistiu aos sintomas das doenças aguçados pela intoxicação e morreu um dia depois.

O filho da vítima, Daniel Barbosa, conta que a mãe era muito vaidosa, mas não costumava fazer escova progressiva para alisar os cabelos. A família não sabe onde e como a mulher fez o procedimento e não fez o boletim de ocorrência na Polícia Civil.

Além de Daniel, de 24 anos, Márcia deixou outros dois filhos, de 15 e nove anos, respectivamente.

O uso do formol como alisante de cabelos é proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde 2009.
 
Redação O POVO Online 
TAGS