Polícia investiga sumiço de mototaxista que transportou mulher grávida assassinadaNotícias do Brasil
PUBLICIDADE
Notícias


Polícia investiga sumiço de mototaxista que transportou mulher grávida assassinada

A GCCO recebeu denúncia sobre o possível sequestro de Reinaldo. As forças de segurança, entretanto, não receberam ligações ou informações sobre onde o mototaxista estaria

10:46 | 27/02/2018
NULL
NULL

[FOTO1]

A suposta tortura de um mototaxista é investigada pela Polícia Civil de Mato Grosso. Ele seria a última pessoa que viu a grávida Viviane da Silva Ângelo, de 18 anos, antes de ela ter sido encontrado morta no dia 18 de fevereiro na Ponte de Ferro, em Cuiabá - ela desapareceu no dia 16 de fevereiro. Reinaldo, de 38 anos, está desaparecido. A informação é do portal G1.

Conforme a Polícia Civil, a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) acompanham o caso. Vídeos que mostram o mototaxista sendo torturado e interrogado foram encaminhados para a família dele no último domingo, 25.

[FOTO2] 

A GCCO recebeu denúncia sobre o possível sequestro de Reinaldo. As forças de segurança, entretanto, não receberam ligações ou informações sobre onde o mototaxista estaria.

Viviane saiu da casa da avó na sexta-feira afirmando que ia para casa da mãe dela, porém, trocou o caminho. O mototaxista disse que a pegou no Bairro Jardim Vitória, em Cuiabá, e a levou para a estrada da Ponte de Ferro, em um bar. O corpo dela foi achado em estado de decomposição avançado.

 

Redação O POVO Online

TAGS