PUBLICIDADE
Brasil
Massacre

Chacina das Cajazeiras: Anistia Internacional reúne assinaturas e pressiona Estado

Entidade pede investigações imediatas, proteção às testemunhas e responsabilização dos culpados

11:39 | 02/02/2018

(Foto: Evilázio Bezerra/O POVO)
 

A Anistia Internacional lançou ação online para pressionar o Governo do Estado a dar celeridade às investigações da Chacina das Cajazeiras, o maior massacre da história do Ceará. Ao todo, 14 pessoas foram assassinadas na madrugada de sábado, 27, no Forró do Gago, realizado no bairro. A maioria das vítimas era jovens entre 15 e 24 anos. No total, morreram oito mulheres e seis homens. A entidade reúne assinaturas desde quinta-feira, 1, em plataforma online para enviar às autoridades.

O grupo exige que o caso seja investigado imediatamente com imparcialidade e minúcia. “(Exigimos) que tornem público os resultados e que levem aqueles suspeitos de responsabilidade criminal a um julgamento justo perante a Justiça”, explica a organização.

 

A Anistia pede ainda que as autoridades tomem todas as medidas adequadas para garantir uma assistência efetiva às famílias das vítimas, incluindo apoio psicológico e jurídico, além de proteção às testemunhas do tiroteio para impedir qualquer tipo de intimidação ou ameaças.

Para aderir à campanha, é preciso preencher cadastro no site da organização, colocando nome completo, e-mail, telefone e data de nascimento. A própria entidade se responsabiliza por encaminhar o correio eletrônico às autoridades.

Redação O POVO Online