PUBLICIDADE
Notícias

Jovem nascido em favela é aprovado para intercâmbio nos EUA

Para participar do processo seletivo, ele precisava preencher alguns requisitos, como ter feito trabalho voluntário, concluído o nível médio de inglês e ter obtido uma carta de recomendação feita por um professor

18:40 | 22/01/2018
NULL
NULL

[FOTO1]

O pequeno comércio de acessórios para celular é a única fonte de renda dos pais de Vinícius Machado de Araújo, de 16 anos, estudante de rede pública de ensino criado em uma favela na cidade de Sorocaba, em São Paulo. A possibilidade do jovem de viajar aos Estados Unidos para fazer um intercâmbio era quase impossível, mas Vinícius passou em um concurso para estudar inglês em novembro do ano passado, o que lhe deu a possibilidade de conhecer o território estadunidense. A informação é portal do G1.

Para conseguir atingir a meta, o jovem se debruçou sobre estudos e pesquisas. Ele buscava nos livros didáticos o conteúdo para o novo idioma. Para participar do processo seletivo, ele precisava preencher alguns requisitos, como ter feito trabalho voluntário, concluído o nível médio de inglês e ter obtido uma carta de recomendação feita por um professor.

Em entrevista para o G1, o jovem afirma que sua professora de matemática contou como era o seu desempenho em sala e, assim, ele mandou a documentação confiante, já que a "carta tinha ficado muito bonita", opinou Vinícius. "Por isso, fiquei seguro", disse o estudante, que afirmou que às vezes "você acha que não consegue, mas vê que tem capacidade para realizar seus sonhos".

Ainda de acordo com o G1, Araújo viajou com destino à Washington, nos Estados Unidos, no dia 12 da janeiro. Conforme a programação, após uma semana na capital do país, os grupos embarcaram para diferentes cidades para se hospedar em casas de famílias voluntárias até o dia 4 de fevereiro deste ano.

Redação O POVO Online

TAGS