PUBLICIDADE
Notícias

Guilherme Pádua, assassino de Daniella Perez, se torna pastor evangélico

Em 1992, Pádua e a ex-mulher, Paula Thomaz, armaram uma emboscada para atriz, filha da autora Glória Perez, e a mataram com tesouradas

11:04 | 14/12/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

O ex-ator Guilherme de Pádua, 48 anos, se tornou pastor de uma igreja evangélica, em Belo Horizonte, cidade onde mora. O condenado pela morte de Daniella Perez se converteu à religião em 2002, um ano depois de sair da prisão em que cumpria a pena. Formado em teologia ao lado da nova companheira, Juliana Lacerda, no fim de novembro, Pádua foi nomeado pastor neste fim de semana.

“Enfim, agora Pastor Guilherme! Ele esperou mais que 15 anos para que esse dia chegasse, mas como nós dizemos, tudo no tempo do Senhor. Chegou o seu tempo meu amor", escreveu Lacerda em sua rede social.

[VIDEO1] 

No Instagram, Guilherme compartilhou a imagem de sua formatura. "Glória a Deus por mais esta benção. A palavra de Deus é sempre mais do que imaginávamos", escreveu ele.

Em 1992, Pádua e a ex-mulher, Paula Thomaz, armaram uma emboscada para atriz Daniella Perez, filha da autora Glória Perez, e a mataram com tesouradas. O casal foi condenado por homicídio qualidicado depois de cinco anos do crime.

Redação O POVO Online

TAGS