PUBLICIDADE
Notícias

Jovens que divulgaram vídeo de William Waack afirmam que o objetivo era discutir racismo

O jornalista foi afastado por tempo indeterminado da emissora

19:47 | 09/11/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

Os responsáveis por vazar o vídeo que mostra o jornalista William Waack fazendo comentários racistas nos bastidores do Jornal da Globo afirmam que o único objetivo deles era colocar a discussão sobre racismo em pauta.

O operador de VT Diego Rocha Pereira, 28 anos, e o designer gráfico Robson Cordeiro Ramos, 29, trabalham atualmente como produtores de uma festa de música negra na cidade de São Paulo.

No vídeo que circula nas redes sociais, Waack se prepara para uma entrevista durante a cobertura das eleições presidenciais norte-americanas quando uma pessoa na rua dispara uma buzina e ele chateado comenta: "é coisa de preto".

[SAIBAMAIS] Diego, que é ex-funcionário da Rede Globo, afirma que “tudo aconteceu enquanto a produção estava colocando o microfone nele. Eu ainda voltei as imagens para ter certeza, não estava acreditando que ele teria falado aquilo. Fiquei tão revoltado que filmei com meu celular”.

Já o responsável pela divulgação foi Robson que soltou o vídeo em um grupo de líderes do movimento negro. "Não foi premeditada essa repercussão, a ideia era mostrar para os amigos que um jornalista influente como ele também poderia ser racista”.

O vídeo que já existe há quase um ano só foi divulgado agora pois, segundo a dupla, a imprensa não teve interesse em divulgar o arquivo na época. "Chegamos a ouvir, 'se não é do William Bonner', não interessa", explica Robson.

Os rapazes contaram em entrevista à rádio Jovem Pan, de São Paulo, que eles se sentiram afetados com o comentário do jornalista. “As pessoas vão pensar: ‘olha o que aconteceu com ele, se eu tiver a mesma atitude, acontecerá comigo também'", afirma Robson.

Repercussão e afastamento

Após a divulgação do vídeo, a Rede Globo decidiu, nesta quarta-feira, 8, afastar o jornalista por tempo interminado.
“A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida”, informou em nota.

Redação O POVO Online

TAGS