PUBLICIDADE
Notícias

Acusado de estupro dentro de ônibus é levado para audiência com juiz

Diego ficou nacionalmente conhecido após ejacular no pescoço de uma mulher dentro de um coletivo

13:47 | 03/09/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

Preso por estupro em um ônibus, no último sábado, 2, o ajudante-geral Diego Ferreira de Novais, de 27 anos, foi levado na manhã deste domingo, 3, para uma audiência com um juiz que deve decidir se o acusado continuará preso, será solto, ou será submetido a exames psiquiátricos, em São Paulo.

O acusado já foi detido outras 17 vezes e todas as acusações foram por crimes sexuais, incluindo atos obscenos, importunação ofensiva ao pudor e quatro estupros. No dia 29 de agosto, Diego ficou nacionalmente conhecido após ejacular no pescoço de uma mulher dentro de um coletivo. Na ocasião ele foi preso e acusado de estupro, no entanto, foi solto um dia depois por ordem da Justiça, que considerou que houve apenas uma "contravenção penal". A decisão do juiz recebeu duras críticas por diversos setores da sociedade.

Na última prisão, no sábado, ele foi encaminhado novamente ao 78º Distrito Policial, no Jardins, após esfregar o pênis em uma passageira. A Polícia Civil pediu a prisão preventiva dele ou que ele seja submetido a exames psiquiátricos para então receber tratamento médico.

Diego foi levado ao 2ºDP, em Bom Retiro, para audiência de custódia no plantão judiciário do Fórum Criminal da Barra Funda. O juiz é que decidirá o que fazer com o acusado. O Ministério Público deverá também se pronunciar mas a decisão final será do magistrado.

Redação O POVO Online

TAGS