PUBLICIDADE
Notícias

Ex-diretor da Globo acusa emissora de sensacionalismo sobre o caso José Mayer

Segundo ele, grandes empresas resolvem seus problemas internamente

12:10 | 06/04/2017
Boni sorrindo
Boni sorrindo

[FOTO1] O caso de assédio sexual que envolve o ator José Mayer tem dividido opiniões. José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, ex-diretor geral da TV Globo, acusa a emissora de sensacionalismo sobre o caso. As informações são da Folha de São Paulo.

 

Após a repercussão do relato da figurinista Susllem Tonani ao blog Agora é que são elas (Folha) sobre o assédio que ela sofreu de José Mayer, a Rede Globo apoiou campanhas no instagram de algumas de suas funcionárias e chegou a divulgar a nota com o reconhecimento e pedido de desculpas do ator.
 
[SAIBAMAIS] 
 
O caso ganhou espaço no Jornal Nacional, um dos principais programas que compõem a grade jornalística da emissora. Boni avalia que foi um erro por parte da Globo levar o caso para sua programação. “Em primeiro lugar, assédio é inaceitável. “Só dá pra analisar esse caso tendo todos os detalhes, mas acho que não precisava expor. “Isso aí é sensacionalismo”, disse o ex-diretor em entrevista à Folha. 
  
Para ele, o assunto é interno e não temática para telejornal com tantos outros assuntos a serem discutidos no País. Boni critica também carta de José Mayer dizendo que a mesma é ‘ampla demais’.
 

Boni é proprietário da Tv Vanguarda, afiliada à Rede Globo.  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Redação O POVO Online  
 
 
 
 
 
 

 

TAGS