PUBLICIDADE
Notícias

Trigêmeos são aprovados juntos para Medicina em universidades públicas

Os trigêmeos Ingrid, Amanda e Giovanni foram aprovados para o curso de Medicina nesta segunda-feira, 30. Os irmãos se preparam juntos e, hoje, comemoram a aprovação

14:40 | 01/02/2017
Foto dos trigêmeos
Foto dos trigêmeos

[FOTO2]Os trigêmeos Ingrid, Amanda e Giovanni Nogueira, 18, que moram em Salvador, começaram o ano de 2017 com o pé de direito. Os irmãos passaram juntos para o curso de Medicina em universidades públicas por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) nesta segunda-feira, 30. Segundo Ingrid, a escolha da mesma profissão foi uma coincidência. Desde pequenos, os trigêmeos se identificavam com a área.

 

 


“A escolha da mesma profissão foi uma coincidência. Eu acho que se deve ao fato da gente ter acompanhado o envelhecimento do nosso avô, que tinha problemas de saúde. Também sempre tivemos preferência pelas ciências naturais do que exatas e humanas”, disse ao O POVO Online, Ingrid Nogueira. Ela e o seu irmão Giovanni foram aprovados pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL), enquanto Amanda passou na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

 

 

 

Cada um dos três irmãos dedicou mais de 13 horas por dia para se preparar para o vestibular. Eles acordavam às 5h30min e chegavam em casa às 20 horas e depois ainda iam estudar. Além do esforço semanal, eles tiveram que abrir mão dos seus momentos de lazer para poder estudar os conteúdos do exame durante os fins de semana. Entretanto, Ingrid explica que esse processo foi mais difícil para a sua irmã. Diferente dela e de Giovanni que estavam no terceiro ano do Ensino Médio, Amanda ainda estava no segundo ano e precisava dar conta das

responsabilidades do colégio e do vestibular.

 

 

 

[FOTO1]“Para Amanda, foi muito mais difícil. Eu e Geovanni conseguimos terminar o terceiro ano no meio do ano. A gente ficou só cursinho. Ela não podia porque estava no segundo ano. Ela teve que ser o próprio estímulo para poder acompanhar a gente”, disse Ingrid. Os três estudavam no Colégio Militar só que Amanda não conseguiu passar na instituição no mesmo ano que os seus dois irmãos. “Fizemos o concurso para passar no Colégio Militar. A gente conseguiu passar em 2010 e Amanda passou em 2011. A gente (Ingrid e Giovanni) concluiu o Ensino Médio e Amanda concluiu pelo Enem”, explicou a universitária que admira o esforço e o desempenho da irmã.

 

 

 

Após essa conquista, os trigêmeos vão enfrentar uma nova fase da vida com outras responsabilidades. Além das responsabilidades acadêmicas, os irmãos vão ter que arcar com os afazeres domésticos já que irão morar sozinhos em outra cidade. “Vai ser um mundo novo e o esforço na faculdade vai ser muito maior do que a preparação no cursinho. A gente também vai ter que cuidar da gente. Não vamos ter a nossa família por perto”, concluiu Ingrid.

TAGS