PUBLICIDADE
Notícias

Sobrinha-neta de Sarney foi estuprada e morta pelo cunhado, conclui Polícia Civil do Maranhão

A vítima era cunhada do assassino, Lucas Porto, que vai responder por estupro seguido de homicídio, com agravante de ser feminicídio

16:20 | 23/11/2016
NULL
NULL

[FOTO1] Nesta quarta-feira, 23, a Polícia Civil do Maranhão concluiu que a sobrinha-neta do ex-presidente e ex-senador José Sarney (PMDB-AP), Mariana Costa, 37 anos, foi estuprada e morta por asfixia. As informações do G1.


O empresário Lucas Porto, cunhado da vítima, confessou o crime na última quarta-feira, 16, que teria sido motivado por uma paixão pela Mariana. Lucas vai responder por estupro e homicídio, com o agravante de feminicídio.


O empresário foi acusado em 2007 de estelionato, porte ilegal de arma e falsa comunicação de crime. Na época, Porto foi preso em flagrante com uma pistola calibre 765. Ele teria forjado o roubo de automóveis para conseguir ressarcimento do seguro.


Mariana foi morta no último dia 13, em seu apartamento em São Luís, Maranhão. Por volta das 15 horas, ela chegou ao local acompanhada das duas filhas e de Porto. Ele entrou no imóvel e permaneceu por cerca de 40 minutos.


Depois, ele desceu pelas escadas de forma rápida. Ao sair do prédio, fez uma ligação telefônica de cerca de oito minutos e depois foi embora. O empresário ainda retornou ao edifício depois, usando outra roupa, quando foi abordado pelos delegados, que já estavam de posse das imagens das câmeras de segurança. De acordo com relatos de parentes e amigos, Porto ainda foi ao hospital para onde Mariana foi levada e consolou a família.

 

 

Redação O POVO Online

TAGS