PUBLICIDADE
Notícias

"Meu primeiro instinto foi amamentar", declara Policial militar que salvou recém-nascido

Ana Paula Moutinho é mãe de um bebê de 11 meses de idade e amamentou uma criança que foi abandonada pela mãe

15:55 | 18/10/2016

A capitã da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Ana Paula Moutinho, resolveu amamentar uma criança após descobrir que o bebê de 28 dias havia sido abandonado pela mãe. Ana Paula tem um filho de 11 meses, um dos motivos que a motivou a deixar de lado o protocolo militar.  “Eu não consegui ficar indiferente àquela cena. Eu tentei manter o profissionalismo, mas não consegui. Eu não poderia ver aquele bebê tão pequeno, tão vulnerável, e simplesmente não fazer nada por ele. A minha primeira reação, meu primeiro instinto, foi de amamentar”, afirmou.

O momento foi divulgado na página da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro no Facebook neste domingo, 16, e teve mais de seis mil compartilhamentos e 15 mil reações.  O bebê foi abandonado pela mãe e a PM, junto com o Conselho Tutelar, encontrou a avó da criança, a quem foi entregue para cuidados. A mãe estaria decidida a não ficar com o bebê e pretendia jogá-lo na lixeira antes da equipe policial ser acionada.

Este é o segundo caso envolvendo abandono de recém-nascido, já que há três anos ela ajudou a salvar uma criança que foi abandonada em uma obra, em Santa Cruz. A capitã declarou ainda que “profissionalmente, engrandece, a gente fica feliz, a Polícia Militar se sente honrada de ajudar o cidadão, mas pessoalmente, é devastador. É uma situação muito complicada, muito triste de ver”.

[VIDEO1] 

Redação O POVO Online

TAGS