PUBLICIDADE
Brasil
PROTESTO

ONG faz abaixo-assinado contra cenas de maus-tratos de animal em Supermax

Defensores de animais criticam cena de gato preto amarrado e pedem que as imagens não sejam exibidas. Globo disse que cena critica uso de animais em rituais

14:05 | 19/09/2016

Trailer da série mostra animal amarrado (Foto: Divulgação Globo)

A Associação Natureza em Forma lançou petição virtual para que a Globo não exiba cenas de violência contra animais, em Supermax, que estreia nesta terça-feira, 20. O abaixo-assinado foi aberto após a veiculação do trailer da série, que mostra um gato preto amarrado pelas quatro patas.

Em comunicado, a ONG paulistana informa que a cena, "ainda que ficcional", é "uma banalização da violência que pode, inclusive, incitá-la". "Eles [animais] já são perseguidos e maltratados sem que ninguém dê ideias a seus algozes, e a punição ao crime de maus-tratos é, infelizmente, ínfima. E eles não precisam que uma rede de TV mostre imagens de tortura como se fosse entretenimento", completa.

Para os defensores dos animais, a cor do gato ser preta é um agravante para a incitação à violência. Eles relatam que os animais dessa cor são "especialmente sujeitos a maus-tratos, devido a superstições e preconceito racial".

A Globo respondeu, em nota, que as cenas de Supermax foram feitas com auxílio de computação gráfica. "A emissora tem o maior cuidado com isso e não permite que haja maus-tratos", disse.

Ainda segundo a emissora, a cena com o gato preto critica a utilização de animais em rituais.

Redação O POVO Online