PUBLICIDADE
Notícias

Monitorado por tonozeleira eletrônica, 'japonês da Federal' volta a escoltar presos

O policial cumpre pena por facilitação de contrabando no Brasil. De acordo com a Polícia Federal, não há impedimentos para que ele exerça atividades externas

15:20 | 06/09/2016
Japonês da federal de óculos caminhando
Japonês da federal de óculos caminhando

[FOTO1]Newton Ishii, conhecido por "japonês da federal”, condenado a 4 anos e 2 meses por facilitação de contrabando no Brasil, foi visto nesta segunda,5, e terça-feira,6, escoltando dois presos da Lava Jato - o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro e o pecuarista José Carlos Bumlai, monitorado por uma tornozeleira eletrônica. As informações são do site G1.
[SAIBAMAIS] O policial federal que cumpre pena em regime semiaberto harmonizado, tem que ficar entre 23 e 5 horas em sua residência, e não pode sair aos finais de semana. No dia em que colocou a tornozeleira, a Polícia Federal declarou que ele continuaria na Superintendência, mas em cargo interno.

Em entrevista ao site G1, a PF declarou que Newton continua exercendo suas funções e não há nada que impeça a atuação do policial em atividades externas, quanto a escolta de Bumlai, informaram que ele substituiu um funcionário que faltou.

Redação O POVO Online
TAGS