PUBLICIDADE
Notícias

Primeira audiência em processo contra Biel é marcada em São Paulo

O funkeiro deverá receber a intimação nos próximos dias. O processo de injúria é movido pela jornalista Giulia Pereira

17:57 | 27/07/2016
NULL
NULL

O processo de injúria movido pela jornalista Giulia Pereira contra o MC Biel tem a primeira audiência marcada para o dia 31 de agosto próximo no Juizado Especial Criminal (Jecrim), em São Paulo. A repórter acusa também o cantor de ter praticado assédio sexual e, o caso está sendo investigado pela Delegacia da Mulher. O fato aconteceu em março deste ano, enquanto o funkeiro concedia entrevista para a jornalista.

[SAIBAMAIS3]"Eu desci muito nervosa, eu estava muito nervosa. Comecei a tremer, porque na hora você vai deixando passar e tenta ignorar um pouco disso para continuar com o seu trabalho. Mas quando você sai, é que cai a ficha. E você começa a perceber os absurdos. E eu peguei um táxi e fui pra casa de uma amiga, que é perto de onde foi a entrevista. Como já estava tarde, eu fui pra lá direto. Eu cheguei lá já chorando", contou a jornalista em entrevista a Rede Record.

Biel deverá receber a intimação nos próximos dias. Após a repercussão, a jornalista foi demitida do portal IG. A editora também perdeu o emprego. Os fatores negativos também chegaram até Biel, o artista foi excluído pelo Comitê Olímpico do Rio-2016 e não participou do revezamento da Tocha Olímpica. A TV Globo também retirou do ar a música do cantor da novela "Haja Coração".

O funkeiro afirmou em seu Instagram que tudo foi um mal-entendido e que em nenhum momento da entrevista a repórter mostrou estar ofendida. Posteriormente, Biel gravou um vídeo pedindo desculpas a repórter. "Estou aqui primeiramente para pedir desculpa, meu objetivo principal. Nunca imaginei que minhas palavras pudessem machucar de fato quem me entrevistava", disse ele.

Giulia rebateu as críticas sobre sua postura enquanto entrevistava o cantor. "Eu ser simpática não dá abertura para ele nem para ninguém fazer os comentários que ele fez. De me oferecer beijo, de perguntar se eu queria que ele mostrasse a heterossexualidade dele, de me chamar de gostosa. Não existe isso. Nem em entrevista e nem em lugar nenhum", afirmou em entrevista a Rede Record.

Redação O POVO Online

TAGS