PUBLICIDADE
Notícias

Polícia afasta primeiro delegado que investigou caso do estupro coletivo

O caso da adolescente de 16 anos foi para Thiers, à frente da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática, depois que um vídeo do estupro foi divulgado nas redes sociais

13:26 | 08/06/2016

A Polícia Civil do Rio de Janeiro afastou, na noite desta terça-feira, 7, o delegado Alessandro Thiers, que iniciou as investigações sobre o caso do estupro de uma adolescente de 16 anos, na zona oeste. A decisão, publicada em boletim interno da corporação, foi do Chefe de Polícia Civil Fernando Veloso

Alessandro investigou crimes de grande repercussão no País, como os ataques racistas contra a atriz Taís Araújo e a atuação de black blocs nas manifestações de 2013.

O caso da adolescente de 16 anos foi para Thiers, à frente da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática, depois que um vídeo do estupro foi divulgado nas redes sociais.

[SAIBAMAIS 4] Ele foi afastado da investigação desse estupro após protestos da advogada Eloisa Samy e do Ministério Público Estadual, que questionavam a atuação dele durante o depoimento da adolescente. Thiers chegou a perguntar a jovem se ela "costumava fazer sexo em grupo".

Com o afastamento, a delegada Daniela Campos Terra, atualmente no 33ª Distrito Policial, em Realengo, assume a DRCI. Thiers não comentou a decisão e aguarda nova lotação.

Redação O POVO Online
TAGS