PUBLICIDADE
Notícias

Atirador faz "selfie" durante sequestro em Brasília e imagem é divulgada

A imagem foi tirada durante o sequestro no hotel Saint Peter; atiradores estavam posicionados em prédio próximo ao hotel

14:01 | 01/10/2014
NULL
NULL

Durante a negociação da polícia com o homem que mantinha o mensageiro do hotel Saint Peter, refém, na última segunda-feira, 29, dois policiais que participavam da ação foram vistos no alto de um prédio, por meio de uma selfie tirada durante a operação.

Na foto é possível ver os dois atiradores no topo de um prédio, próximo ao hotel, onde ocorria o sequestro. Ao fundo da imagem o colega do rapaz que faz a selfie é visto com a arma em direção hotel.

A Polícia do Civil do Distrito está investigando o vazamento da foto. O delegado Paulo Henrique de Almeida, disse, “Isso é usado com fins de treinamento interno, para estudar as posições e definir estratégias em novas situações, mas não tem cabimento espalhar isso”.

Ainda segundo a polícia, haverá uma investigação para o caso, que deve apontar os responsáveis pela divulgação da imagem e puni-los. Segundo a corporação, a foto foi tirada para verificar a posição dos atiradores.

[SAIBAMAIS2] 

Jac Souza dos Santos, de 30 anos, que manteve refém um funcionário do Hotel ST. Peter, em Brasília, se entregou após passar 7 horas no prédio, na última segunda-feira, 29.

Ele apareceu Algemado ao funcionário do hotel com as mãos para cima, em seguida retirou o colete que segundo ele tinham explosivos. Mas de acordo com a polícia, a arma era falsa e os cilindros que estavam amarrados à cintura do refém não continham material explosivo.

Durante a aoperação os 300 hóspedes que estavam no hotel fora retirados. 

 

Redação O POVO online

TAGS