PUBLICIDADE
Notícias

Ceará está na disputa da Olimpíada Ibero-americana de Matemática

As provas individuais acontecem nesta terça, 23, e quarta-feira, 24, sendo três problemas a cada dia, com valor de sete pontos cada, aplicados em quatro horas e meia

09:00 | 23/09/2014
NULL
NULL

Jovens de 22 países, entre eles dois cearenses, disputam a Olimpíada Ibero-americana de Matemática, que ocorre até dia 26 de setembro, na cidade de São Pedro Sula, Honduras. A competição, cuja finalidade é destacar a importância do estudo da matemática como ferramenta para o avanço técnico-científico, consiste em resolver problemas que abrangem as disciplinas de álgebra, teoria dos números, geometria e combinatória.

O Brasil é representado pelos estudantes Ana Karoline Borges Carneiro (CE), Murilo Corato Zanarella (SP), Daniel Lima Braga (CE) e Alessandro de Oliveira Pacanowski (RJ) formando o time brasileiro. A equipe é composta ainda pelos professores Carlos Gustavo Moreira (RJ) e Marcelo Tadeu Sales (SP), que terão a função de corrigir e defender o trabalho dos estudantes.

[SAIBAMAIS 3]

As provas individuais acontecem nesta terça, 23, e quarta-feira, 24, sendo três problemas a cada dia, com valor de sete pontos cada, aplicados em quatro horas e meia. Durante o evento os participantes terão também a oportunidade de conhecer aspectos históricos e culturais do país organizador.

O Brasil é o País com maior número de medalhas conquistadas na competição até hoje. Desde 1985, foram concedidas aos brasileiros 101 medalhas, sendo 51 de ouro, 39 de prata e 11 de bronze.

A participação brasileira no evento é organizada pela Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), projeto conjunto do Instituto Nacional de Matemática Pura Aplicada (Impa) e da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). A iniciativa conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI), da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social (Secis/MCTI), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Matemática (INCT-Mat).

Portal Brasil

TAGS