PUBLICIDADE
Notícias

Viaduto será cortado em blocos para retirada dos veículos atingidos

Acidente ocorreu na tarde desta quinta-feira e deixou dois mortos e 21 feridos, segundo informações da Secretaria de Saúde de Minas Gerais

20:31 | 03/07/2014

O Viaduto Guararapes, que desabou tarde desta quinta-feira, 3, em Belo Horizonte, será cortado em blocos para que sejam retirados os quatro veículos atingidos – um micro-ônibus, um carro e dois caminhões. Em entrevista coletiva, o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Edgard Estevo da Silva disse que esse trabalho será iniciado em breve e continuará durante a noite. O Exército vai ajudar.

Veículos de iluminação noturna estão sendo encaminhados para o local. Silva não sabe dizer quanto tempo o trabalho para a remoção dos blocos vai durar.

O acidente foi por volta das 15h, na Avenida Pedro I, região da Pampulha, em Belo Horizonte. O local fica próximo à Lagoa do Nado. A estrutura despencou e atingiu um micro-ônibus, um carro e dois caminhões.
[SAIBAMAIS1]De acordo com o Corpo de Bombeiros, a motorista do micro-ônibus morreu e 13 pessoas que estavam no veículo ficaram feridas, mas já foram retiradas do local. Ele disse que os bombeiros ainda não tiveram acesso ao veículo de passeio atingido, nem mesmo para dizer se existem vítimas. A Secretaria de Saúde do estado informou, no entanto, que duas pessoas morreram e 21 ficaram feridas no desabamento. De acordo com a secretaria, a segunda morte é "presumida" – trata-se do motorista do veículo de passeio esmagado no acidente. Os corpos serão encaminhados ao Instituto Médico-Legal.

O coronel Silva também não descarta a possibilidade de haver vítimas nos dois caminhões, embora o encarregado da obra garanta que os veículos estavam vazios. "Ainda é precoce dizer a causa do acidente", disse. No local, será feito um trabalho de perícia e investigação. Perguntado se o viaduto passou por alguma vistoria, o bombeiro respondeu: "Não tenho informação de qualquer tipo de vistoria antecipada".

O viaduto, que estava em obras, passa sobre a Avenida Pedro I, que é uma das vias de acesso ao Aeroporto de Confins e ao Estádio Mineirão. O estádio fica a cerca de 4 quilômetros do local do acidente e é uma das sedes da Copa do Mundo. O último jogo no Mineirão foi entre Brasil e Chile, no último sábado (28). O próximo será na semana que vem, no dia 8.

Até o fim do trabalho de retirada das partes do viaduto e dos veículos, a via ficará interditada. De acordo com Silva, isso não impossibilitará o acesso ao estádio, que pode ser feito por outras ruas.

Segundo a Defesa Civil municipal, nenhuma das casas próximas ao local precisou ser interditada.

 

Agência Brasil

TAGS