PUBLICIDADE
Notícias

Três pessoas são presas por incêndio em boate em Santa Maria

Entre os detidos, um é proprietário da boate e dois são integrantes da banda que tocava no momento do incêndio

09:14 | 28/01/2013
NULL
NULL

Atualizada às 10h50

Três pessoas foram detidas, tempora-<br>riamente, na manhã desta segunda-feira, 28, devido ao incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS). Segundo informações do site Estadão, um dos proprietários da boate foi detido e dois integrantes da banda que tocava na noite da tragédia.

O delegado titular da 3ª DPR de Santa Maria, Marcelo Arigony, afirmou ao Estado que há um quarto mandado de prisão para ser cumprido, mas o suspeito está hospitalizado.

De acordo com o site Terra, um dos músicos foi preso durante o sepultamento de um amigo, no município gaúcho de Mata. As outras duas prisões foram feitas nos municípios de São Pedro e Cruz Alta.

Segundo o delegado da 1ª Delegacia de Polícia (DP) do município, Marcos Viana, os pedidos de prisão temporária de cinco dias foram decretados em razão de boatos de que eles poderiam deixar a cidade sem prestar depoimentos à polícia.

“Em razão disso, concluímos pela necessidade de pedir a prisão temporária, já que acreditamos que os depoimentos deles são necessários para nos ajudar a esclarecer o episódio”, declarou o delegado à Agência Brasil.

As três pessoas, cujos nomes ainda não foram confirmados pela Polícia Civil, estão detidas na 1ª DP de Santa Maria e serão ouvidas ainda hoje, 28. “Temos muito trabalho pela frente para esclarecer o que de fato aconteceu e identificar eventuais responsáveis”, acrescentou o delegado.

Está marcada para o fim da manhã uma coletiva de imprensa na 1ª Delegacia de Polícia de Santa Maria para detalhar as investigações sobre o incêndio que deixou ao menos 231 mortos e a identidade das três pessoas detidas hoje.

Leia também:

> Incêndio em boate deixa pelo menos 231 mortos no Rio G. do Sul
> Corpos de vítimas do incêndio em boate deixam ginásio para enterros
> Dono de boate se apresenta à polícia
> Veja boate antes e depois do incêndio
> Relembre outros incêndios que causaram tragédias em boates 

A tragédia deixou pelo menos 231 mortos na madrugada do domingo, 27. De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Adelar Vargas, o fogo teria começado na espuma de isolamento acústico, no teto. Um dos integrantes da banda Gurizada Fandangueira, que se apresentava no local, teria acendido um sinalizador, que atingiu o teto e o fogo se espalhou rapidamente.

Redação O POVO Online
com informações da Agência Brasil

TAGS