PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Hospital no Crato recebe equipamentos doados pelo papa Francisco

Na manhã desta quarta-feira, 26, o bispo diocesano dom Gilberto Pastana fez uma benção nos equipamentos que serão usados na assistência de pacientes com Covid-19

20:11 | 26/08/2020
Papa Francisco durante a missa na praça de São Pedro, neste domingo, 9 de agosto (Foto: Alberto PIZZOLI / AFP)
Papa Francisco durante a missa na praça de São Pedro, neste domingo, 9 de agosto (Foto: Alberto PIZZOLI / AFP)

Dois ventiladores pulmonares e um ultrassom, vindos de Roma (Itália), foram recebidos pela Diocese de Crato, como um gesto de preocupação da liderança religiosa da Igreja Católica com a situação da Covid-19. O bispo diocesano dom Gilberto Pastana fez uma benção dos equipamentos na manhã desta quarta-feira, 26, no Hospital São Camilo, no Crato (CE), local para onde os equipamentos foram doados.

O médico Paolo Taccone, emissário do Papa Francisco e representante da Organização sem fins lucrativos Hope Onlus, de ajuda humanitária e intervenções de desenvolvimento sustentável para proteger a saúde e a educação, realizou a entrega na manhã desta quarta-feira, 26. Ele afirmou à imprensa que os representantes da Igreja Católica e a Organização Hope Onlus estão felizes de estarem no Brasil, e esperam por meio da doação, ajudar todos os brasileiros.

“Foi um gesto de solidariedade, de amor, a todos nós brasileiros, que neste tempo tão difícil, ele conseguiu esses equipamentos e está ofertando a este hospital, para que as pessoas acometidas desse vírus possam ser ajudadas em sua recuperação”, declara dom Gilberto Pastana, que fez a benção dos materiais. “Esse hospital é regionalizado e abriga pessoas de vários municípios, e a chegada dos equipamentos é muito importante, no combate ao coronavírus, de forma que nós somos muito gratos por esse presente e pela preocupação dele com o povo brasileiro” diz.

Dom Gilberto fala que obter esses equipamentos hoje em dia não é fácil, e vários hospitais e instituições aguardam uma longa fila . “ Nós sermos agraciados dessa forma com os dois ventiladores e o ultrassom, sem dúvida, nos ajudará. Embora seja constatado que estamos em um período de declínio, a gente nunca sabe. E depois é possível usar os equipamentos em outras enfermidades que aparecerem.”