PUBLICIDADE
Mundo Fecomércio
NOTÍCIA

Cientistas localizam planeta nascendo a 520 anos luz da Terra

A estrutura observada poderá ser a primeira evidência direta de um planeta bebê em formação, segundo afirmam os astrônomos do Observatório do Sul Europeu.

Ismia Kariny
14:15 | 21/05/2020
 Na imagem podemos ver a
Na imagem podemos ver a "torção" (em amarelo brilhante) que os cientistas acreditam marcar o local onde um planeta está se formando (Foto: Reprodução/ESO, Boccaletti et al)

Em torno da estrela jovem AB Aurigae, a 520 anos luz da Terra, cientistas identificaram sinais da formação de um sistema planetário. Os astrônomos observaram um disco denso de gás e poeira com uma estrutura em espiral que marca o local onde o planeta pode estar nascendo, em uma espécie de “torção”. As informações são do Observatório do Sul Europeu.

Antes, os astrônomos não eram capazes de conseguir imagens nítidas e profundas o suficiente para localizar essa “torção” que marca o local em que um “planeta bebê” poderia estar surgindo. Mas as novas observações do “Very Large Telescope” (VLT) do Observatório do Sul Europeu, publicadas na revista Astronomy & Astrophysics, puderam fornecer pistas cruciais para ajudar os cientistas a entender melhor esse processo.

"Milhares de exoplanetas foram identificados até agora, mas pouco se sabe sobre como eles se formam. Precisamos observar sistemas muito jovens para realmente capturar o momento em que os planetas se formam", disse Anthony Boccaletti, que liderou o estudo.

As novas imagens mostram uma espiral de gás e poeira em torno da estrela AB Aurigae, distante em 520 anos-luz da Terra, na constelação do Cocheiro. Conforme o planeta se desloca em torno da estrela central, as ondas tomam a forma de um “braço em espiral”. A equipe acredita que o planeta está localizado em meio às perturbações do disco, no centro da região amarela e brilhante destacada na imagem da AB Aurigae.