PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Maioria do STF confirma anulação das condenações do ex-presidente Lula

Rejeitado o recurso da PGR, as anulações das condenações serão mantidas, e o ex-presidente permanece elegível para 2022.

Filipe Pereira
18:36 | 15/04/2021
Após recobrar direitos políticos, Lula mexeu com o cenário de 2022 (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL / AFP)
Após recobrar direitos políticos, Lula mexeu com o cenário de 2022 (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL / AFP)

O Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou, nesta quinta-feira, 15, a anulação das condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Lava Jato, assim, torná-lo elegível. Em sessão remota, a Corte rejeitou o recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR) que visava reverter a anulação das condenações do petista impostas pela Justiça Federal do Paraná. 

Oito ministros (Fachin, Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia e Luís Roberto Barroso) votaram pela rejeição do recurso. Os ministros Marco Aurélio e Luiz Fux, presidente do STF, acompanharam o voto de Nunes Marques, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), contra à decisão.

A próxima fase do julgamento será realizado na próxima quinta-feira, 22, com a apreciação da suspeição do ex-juiz Sergio Moro. A atuação do ex-ministro da Justiça de Bolsonaro ao condenar o ex-presidente foi considerada parcial pela Segunda Turma do STF.