Scheidt deve decidir até fevereiro se estará no próximo ciclo olímpicoMais Esportes | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Scheidt deve decidir até fevereiro se estará no próximo ciclo olímpico

Maior atleta olímpico brasileiro, ostentando cinco medalhas, Robert Scheidt pode participar do próximo ciclo olímpico. Depois de anunciar sua aposentadoria olímpica em 2017, o velejador pode voltar atrás na decisão. Até o mês de fevereiro, o bicampeão olímpico deve anunciar sua escolha sobre lutar ou não por uma vaga na equipe do Brasil na Olimpíada [?]

16:00 | 09/12/2018

Maior atleta olímpico brasileiro, ostentando cinco medalhas, Robert Scheidt pode participar do próximo ciclo olímpico. Depois de anunciar sua aposentadoria olímpica em 2017, o velejador pode voltar atrás na decisão. Até o mês de fevereiro, o bicampeão olímpico deve anunciar sua escolha sobre lutar ou não por uma vaga na equipe do Brasil na Olimpíada de Tóquio, em 2020.

Após o vice-campeonato da Star Sailors League Finals, em Nassau, nas Bahamas, o bicampeão olímpico fez um balanço positivo do ano. ?Vou conversar com a família, amigos e pessoas que me conhecem bem para pesar todas as possibilidades?, destacou o velejador. ?Até fevereiro decido se faço essa loucura?.

Aos 45 anos, Scheidt mantém o alto nível tanto na Star como na Laser. No final de novembro, conquistou a medalha de prata na Copa Brasil de Laser em seu retorno à classe. Na competição, que entrou sem uma preparação específica, ele bateu atletas até 20 anos mais jovens.

?Estou muito feliz com os resultados de 2018. Foi um ano bom, pois fiz de tudo um pouco. Velejei em várias classes e, embora não tenha ganhado tudo que disputei, fiz bons resultados?, analisou Robert. ?Por tudo isso, quero planejar bem os passos para a próxima temporada. Não sou mais um garoto e uma campanha para a Olimpíada exige dedicação e planejamento?, finalizou.

 

Gazeta Esportiva

TAGS