Em Londres, Cilic vira para cima de Isner e vence no ATP FinalsMais Esportes | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Em Londres, Cilic vira para cima de Isner e vence no ATP Finals

Na noite desta quarta-feira, John Isner e Marin Cilic duelaram pelo ATP Finals, torneio de final de ano do calendário do tênis internacional, em Londres. O croata desbancou o norte-americano de virada, por 2 sets a 1: parciais de 6/7 (2), 6/3 e 6/4. Com o resultado, Cilic conquistou sua segunda vitória na história pela [?]

19:45 | 14/11/2018

Na noite desta quarta-feira, John Isner e Marin Cilic duelaram pelo ATP Finals, torneio de final de ano do calendário do tênis internacional, em Londres. O croata desbancou o norte-americano de virada, por 2 sets a 1: parciais de 6/7 (2), 6/3 e 6/4.

Com o resultado, Cilic conquistou sua segunda vitória na história pela competição, em 11 partidas ? a primeira desde 2016.

John Isner usou ? e muito ? sua principal característica no set inicial. Com nove aces ao todo na parcial, o norte-americano impôs seu jogo. Ainda assim, Cilic não tinha problemas para confirmar seus serviços (com exceção do décimo game) e, diante desse cenário, a disputa foi para o tie-break.

No desempate, o croata vacilou como não havia feito anteriormente e desperdiçou dois saques. Com isso, o rival não teve dificuldades em vencer a rodada: 7 a 2.

Melo e Kubot amargam segunda derrota no ATP Finals

Demoliner e Molteni vencem no Challenger de Buenos Aires e avançam

Agnieszka Radwanska deixa quadras aos 29 anos

O segundo set foi de reação para Cilic. Preciso, o europeu quebrou o quarto serviço de Isner na parcial e, a partir daí, ?só? confirmou o seu próprio saque para sair com a vitória e levar o confronto para o terceiro set, algo que não havia acontecido ainda nessa edição do Finals.

Na terceira e última rodada, os três primeiros games foram decisivos. Isner começou sacando, permitiu a quebra de Cilic e, logo depois, devolveu o fato. Entretanto, em seu segundo saque, o norte-americano vacilou novamente e o croata ficou à frente do marcador. A partir daí, o europeu somente administrou sua vantagem no placar para sair com a vitória.

Gazeta Esportiva

TAGS