PUBLICIDADE
Esportes

Red Bull mostra descontentamento com decisão do motor de Ricciardo

A relação entre Renault e Red Bull vem ganhando capítulos cada vez mais conturbados. A parceria entre as escuderias irá se encerrar de forma oficial apenas no final deste ano, e assim, as peças usadas serão fornecidas pela Honda. Porém, a montadora francesa não atendeu a um pedido da Red Bull, que queria trocar todos [?]

14:00 | 25/07/2018

A relação entre Renault e Red Bull vem ganhando capítulos cada vez mais conturbados. A parceria entre as escuderias irá se encerrar de forma oficial apenas no final deste ano, e assim, as peças usadas serão fornecidas pela Honda.

Porém, a montadora francesa não atendeu a um pedido da Red Bull, que queria trocar todos os componentes do motor de Daniel Ricciardo no GP da Alemanha, no último domingo. A intenção da RBR era realizar todas as trocas possíveis para não correr o risco de punição no próximo final de semana, na Hungria.

Em Hockeinheim, a escuderia só conseguiu trocar três componentes que formam a unidade de potência de Daniel Ricciardo: o armazenador de energia, central eletrônica e o sistema de recuperação de energia cinética. Em compensação, o motor de combustão, o sistema de recuperação de energia de calor e o turbo não tiveram alterações. Assim, o piloto largou no final do grid, e abandonou a corrida depois de uma perda de potência.

A próxima corrida está marcada para este domingo às 10h10 (horário de Brasília), no Grande Prêmio da Hungria. Daniel Ricciardo ocupa a quinta colocação do Mundial de Fórmula 1, com 106 pontos e somando duas vitórias.

Gazeta Esportiva

TAGS