PUBLICIDADE
Esportes

Relojoaria e time de corrida promovem ciclismo na Colômbia

Pela primeira vez na América Latina, o time de corrida BMC e a TAG Heuer se uniram para organizar o desafio de resistência #DontCrackUnderPressure. O vencedor vai viajar com a marca para o Giro d?Italia 2018. Como Timekeeper oficial do time de corrida BMC, a relojoaria organizou uma corrida nas estradas do Embalse de Neusa, [?]

18:00 | 15/06/2018

Pela primeira vez na América Latina, o time de corrida BMC e a TAG Heuer se uniram para organizar o desafio de resistência #DontCrackUnderPressure. O vencedor vai viajar com a marca para o Giro d?Italia 2018.

Como Timekeeper oficial do time de corrida BMC, a relojoaria organizou uma corrida nas estradas do Embalse de Neusa, parque nacional colombiano. No último sábado, 186 ciclistas amadores e altamente motivados, foram divididos em seis categorias para participarem dessa corrida de 89 km, com quatro longas e difíceis subidas em uma das montanhas mais belas da Colômbia.

Com o tempo de conclusão entre 1 hora e 22 minutos e 1 hora e 50 minutos, os 18 corredores mais rápidos participaram de um quiz testando seus conhecimentos em ciclismo e na fabricação de relógios.

Carlos Ariza, agente local da marca, recompensou os ganhadores do quiz com um relógio, uma bicicleta e um convite para comparecer a edição 101 do Giro d?Italia. A viagem inclui um encontro com o time de corrida BMC e uma experiência única em duas etapas da corrida. O vencedor vai sobrevoar de helicóptero a rota de Abbiategrasso até Prato Nevoso (etapa 18) e depois atravessar os Alpes ocidentais de carro seguindo o time da BMC até o topo do Monte Jaffereau (etapa 19).

?A popularidade do ciclismo amador está crescendo na Colômbia e é uma honra para mim receber o desafio #DontCrackUnderPressure, primeira incursão da TAG Heuer no mundo do ciclismo da América Latina. Pelo segundo ano consecutivo, a TAG Heuer é a timekeeper oficial do Giro d?Italia e com muito prazer iremos recompensar o vencedor com uma viagem a um dos três maiores eventos de ciclismo da Europa, em que os colombianos têm sido cada vez mais bem-sucedidos nos últimos anos?, disse Carlos Ariza.

Gazeta Esportiva

TAGS