PUBLICIDADE
Esportes

Henrique Avancini vence etapa da Copa Internacional de mountain bike

No último domingo, a cidade de Ouro Preto, em Minas Gerais, recebeu a etapa da Copa Internacional de mountain bike, que teve um brasileiro como vencedor. Henrique Avancini ficou na primeira colocação, e o pódio ainda contou com Luiz Henrique Cocuzzi, em terceiro atrás do colombiano Fabio Hernando Castanedo. Os dois brasileiros se mantiveram juntos [?]

09:00 | 11/06/2018

No último domingo, a cidade de Ouro Preto, em Minas Gerais, recebeu a etapa da Copa Internacional de mountain bike, que teve um brasileiro como vencedor. Henrique Avancini ficou na primeira colocação, e o pódio ainda contou com Luiz Henrique Cocuzzi, em terceiro atrás do colombiano Fabio Hernando Castanedo.

Os dois brasileiros se mantiveram juntos durante boa parte da competição, mas a partir da terceira volta, Avancini conseguiu uma boa vantagem, enquanto Cocuzzi acabou ultrapassado por Fabio Castanedo.

?O Cocuzzi anda muito on-off, acelerando e desacelerando. E nesse circuito é difícil andar assim. Na primeira volta eu nem consegui segurar o ritmo dele. Tentei seguir, mas eu vi que na parte final seria um pouco demais para mim. Ele acabou abrindo um tempo considerável. Na segunda volta eu consegui me reconectar, e a partir da terceira eu comecei a trabalhar ele aos poucos. Na quarta, eu sabia que já teria um peso da prova nas minhas pernas e dele também, e aí teoricamente foi onde eu consegui fazer mais diferença. E foi bom, eu fiquei feliz, foi uma prova bastante sofrida, não me senti tão bem mas consegui entregar uma boa performance?, declarou Avancini.

No feminino, o Brasil também teve duas atletas bem colocadas. Letícia Cândido foi a vice-campeã, seguida por Viviane Costa. A vencedora foi Laura Valentina, da Colômbia.

?Eu sabia que as colombianas viriam fortes, então, eu me preparei muito bem para essa prova, desenhei bastante as minhas linhas e acho que a técnica também me favoreceu bem. Eu consegui manter um bom ritmo e na quarta volta, eu senti um pouquinho. Mas eu acho que aqui realmente foi a única prova, a única pista que comparou com o nível internacional. Uma prova muito dura, muito técnica, e é isso mesmo que tem que ter pra gente melhorar o alto nível. Além disso, as estrangeiras vieram fortes, e isso é muito bom. É uma oportunidade de perceber o que precisamos trabalhar?, afirmou Letícia.

Gazeta Esportiva

TAGS