PUBLICIDADE
Esportes

Com nove ouros, atletismo brasileiro mantém hegemonia no Sul-Americano

Somando nove medalhas de ouro, nove de prata e outras nove de bronze, o atletismo brasileiro manteve a hegemonia nos Jogos Sul-Americanos. Na competição em solos bolivianos, que acaba nesta sexta-feira, os 35 atletas nacionais somaram 27 medalhas em quatro dias de evento. O segundo melhor grupo foi o da Colômbia. Eles somaram 23 pódios, [?]

16:15 | 08/06/2018

Somando nove medalhas de ouro, nove de prata e outras nove de bronze, o atletismo brasileiro manteve a hegemonia nos Jogos Sul-Americanos. Na competição em solos bolivianos, que acaba nesta sexta-feira, os 35 atletas nacionais somaram 27 medalhas em quatro dias de evento.

O segundo melhor grupo foi o da Colômbia. Eles somaram 23 pódios, sendo nove ouros, nove pratas e cinco bronzes. O Peru foi a equipe número três, com seis ouros, sete pratas e dois bronzes.

Nesta sexta-feira, o Brasil voltou a somar conquistas na disputa continental. Giovana Cavaleti venceu o heptatlo, com 6.081 pontos, ganhando seis das sete provas disputadas. A Seleção voltou ao lugar mais alto do pódio com Augusto Dutra, no salto com vara, com 5,50m.

?Tivemos alguns problemas, como a contusão do Almir Junior, que era favorito no triplo. Mas o importante é que conseguimos manter a hegemonia sul-americana?, comentou o presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), Warlindo Carneiro da Silva Filho. ?Vários atletas alcançaram resultados muito bons e estamos felizes por fazer a nossa parte?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS