PUBLICIDADE
Esportes

?Astral e adrenalina? motivam Marcelo Silva a participar da Nove de Julho

O caráter tradicional da Prova Ciclística Nove de Julho costuma atrair competidores de vários países para pedalar pelas ruas de São Paulo, seja na categoria Aspirante, Federado ou Elite. Outros tantos, porém, se mostram motivados a bater metas, se superar e manter a forma física. Mas ainda assim esses não são os únicos perfis de [?]

09:15 | 25/06/2018

O caráter tradicional da Prova Ciclística Nove de Julho costuma atrair competidores de vários países para pedalar pelas ruas de São Paulo, seja na categoria Aspirante, Federado ou Elite. Outros tantos, porém, se mostram motivados a bater metas, se superar e manter a forma física. Mas ainda assim esses não são os únicos perfis de quem disputa a competição. Existe quem se identifique pelo astral e pela adrenalina, caso de Marcelo da Silva Corrêa.

Segurança no dia a dia, Marcelo utiliza as horas vagas do trabalho e as folgas para sair pedalando pela capital paulista a fim de, primordialmente, se precaver de doenças, manter a forma, mas também por hobby. Ele, aliás, foi um dos que utilizaram a ação realizada pela organização da prova no último domingo, na Avenida Paulista, para garantir sua inscrição visando sua segunda participação.

?Foi válido ter essa chance a mais de fazer a inscrição. Será minha segunda vez na Nove de Julho e esse ar de São Paulo é sempre muito positivo. O astral da galera é muito bacana, diferenciado e acaba motivando várias pessoas novas a competir?, disse Marcelo, que elencou alguns dos diferenciais da competição, instituída ainda em 1932 pelo jornalista Cásper Líbero.

?Eu pedalo bastante, gosto da prova, é muito boa. Gosto de sentir essa adrenalina que a prova propõe, a competitividade. Tudo isso acaba sendo muito legal e atrativo?, ressaltou o competidor.

Com a experiência de já ter disputado a Prova Ciclística Nove de Julho, Marcelo se credencia para dar dicas e orientações às pessoas que irão disputar em 2018 sua primeira edição. De acordo com ele, a preparação ideal necessita da soma da bicicleta com o piloto, ou seja, preparação tanto do competidor e manutenção da ?magrela?.

?Não tem segredo. Tem que manter um ritmo bacana para conseguir terminar a prova. Acho que isso, independente do resultado, é o mais gratificante para todos?, comentou. ?Antes da prova, é sempre bom verificar as condições e o estado da bike, fazer uma revisão geral. E claro, o competidor tem que estar bem treinado, com a alimentação em dia, porque a perna pesa. De resto, é força na canela?, brincou o segurança.

Lembrando que ainda é possível se inscrever na Prova Nove de Julho. Basta acessar o site oficial da prova: www.gazetaesportiva.com/prova9dejulho.

Gazeta Esportiva

TAGS