PUBLICIDADE
Mais Esportes

Hamilton admite título difícil, e Nico Rosberg alfineta

Depois de três corridas disputadas na atual temporada da Fórmula 1, o atual campeão, Lewis Hamilton, da Mercedes, ainda não venceu nenhum Grande Prêmio. Entretanto, o inglês está em segundo lugar na classificação de pilotos, nove pontos atrás de Sebastian Vettel, da Ferrari. No GP de Xangai, na China, disputada no último domingo, com vitória […]

18:00 | 16/04/2018

Depois de três corridas disputadas na atual temporada da Fórmula 1, o atual campeão, Lewis Hamilton, da Mercedes, ainda não venceu nenhum Grande Prêmio. Entretanto, o inglês está em segundo lugar na classificação de pilotos, nove pontos atrás de Sebastian Vettel, da Ferrari.

No GP de Xangai, na China, disputada no último domingo, com vitória de Daniel Ricciardo, o piloto viu o jejum de vitórias aumentar para seis corridas. Além do alemão estar melhor que o inglês no momento, até Valtteri Bottas o superou nas últimas duas provas, nas quais finalizou em segundo lugar.

Finalizada a corrida, Hamilton fez uma análise de sua prova: “Tanto do meu lado, mas também na equipe, estamos com desempenho abaixo do esperado. Do meu lado foi um desastre. Vou ter que ver para que eu possa parar de perder pontos e voltar ao meu nível normal de desempenho”, disse o inglês.

Porém, o inglês ainda confia no poder de reação da escuderia: “Quem sabe o que essa temporada reserva? Se continuar do jeito que está, vai ser muito difícil vencer. Mas se houver uma oportunidade e nós terminarmos na ponta, isso significaria ainda mais porque é uma temporada ainda mais difícil do que as anteriores”, afirmou o piloto.

Nico Rosberg, ex-compnaheiro de Lewis Hamilton na Mercedes entre 2013 e 2016, não perdeu a chance de alfinetar o antigo rival: “Lewis não está em forma, mas ele sempre teve tais fases. Se ele não está confiante, ele começa a pensar e comete erros. Estou curioso para ver se ele reage em Baku”, pontuou Rosberg.

A quarta etapa do Mundial de Fórmula 1 está marcada para o dia 29 de abril, em Baku, no Azerbeijão. Em 2017, Daniel Ricciardo faturou o GP em questão, que ainda teve Bottas na segunda colocação, Vettel em quarto e Hamilton em quinto.

Gazeta Esportiva

Recomendadas para você

Comentários